quinta-feira, agosto 17, 2006

"...tu eras a pessoa mais antiga que eu jamais conheci. eras a monotonia de meu amor eterno, e eu não sabia. o que era?..."

(a paixão segundo G.H.)

>> é bem por ai mesmo.


Um comentário:

Clarisse disse...

" É com uma alegria tão profunda. É uma tal aleluia. Aleluia, grito eu, aleluia que se funde com o mais escuro uivo humano da dor de separação, mas é grito de felicidade diabólica. Porque ninguém me prende mais...
Cada coisa TEM UM INSTANTE EM QUE ELA É. Quero apossar-me do É da coisa. Esses intantes que decorrem no ar que respiro: em fogos de artifício eles espocam mudos no espaço. Quero possuir os átomos do tempo..."

Água Viva

Assim poderia ser.